Vestido Ondas – Víctor Enrich

Boa tarde! Hoje venho compartilhar com vcs como foi o desenvolvimento do ‘Vestido Ondas’, confeccionado com auxílio da técnica de modelagem tridimensional.

Vestido Ondas - Vícto Erich

Para a criação desta peça eu busquei referência nas obras do artista Víctor Enrich.

Painel de referência composto por algumas obras de Víctor Enrich

Painel de referência composto por algumas obras de Víctor Enrich

O Víctor é um arquiteto espanhol, no entanto, suas principais obras são representações gráficas. Ou seja, esses prédios malucos que aparecem na imagem acima foram modificados através de programas digitais.

Enrich tem como foco principal “A cidade”. Ele fotografa prédios, faz suas modificações digitalmente e as divulga em seu próprio site: site.

Continuando.. a partir do painel de referência eu fiz alguns esboços:

desenhos-victor-enrich

Experimentei em meia escala a construção da peça que eu queria:

experimentação-victo-enrich

E finalmente.. em tamanho real:

moulage-victor-enrich

peça-finalizada

..

Pessoal, este é apenas um exemplo de peça desenvolvida com base em referências de obras de artistas/arquitetos. Tem muita obra legal por aí, procurem na internet estas referências e soltem a imaginação. Acredito que muito coisa diferente vai surgir 😉

Até mais!

TCC – Modelagem e Moulage no Processo de Criação

Boa noite pessoal, esta postagem é para mostrar como foi o desenvolvimento do meu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) da especialização em Modelagem e Moulage no Processo de Criação (Senac – SP). Bem, eu terminei uma graduação em 2010 na área de Negócios da Moda e depois de alguns anos fazendo cursos livres, resolvi fazer uma pós para me atualizar e especializar na área de modelagem/moulage.

O nome do curso é meio complicado mas explica bem qual a sua finalidade: mostrar como a modelagem e a moulage estão atreladas ao processo criativo. Ou seja,  com o auxilio destas técnicas, a possibilidade de criar novas formas e volumes para peças  de vestuário é ampliada. Entenderam?!

Em 2 anos de curso (2014-2015), eu tive 10 disciplinas (práticas e teóricas) e 6 encontros para o desenvolvimento do TCC. Foi um período de muito aprendizado! Claro, não foi tudo perfeito, alguns docentes poderiam ter se dedicado a mostrar assuntos atualizados, exigido mais trabalho/pesquisa, e não fizeram. Mas valeu gente, tive professores que compensaram esse vazio.

Sobre o TCC:

Título: Codex aponta – uma coleção que experimenta

Orientadora: Profª. Ma. Célia Auxiliadora Fernandes

As imagens de referência que usei para o desenvolvimento das formas e volumes que aparecem nas peças  da minha coleção foram obtidas através da observação de esboços de máquinas voadoras, engrenagens e correntes desenvolvidos por Leonardo da Vinci. Sim, o famoso artista Renascentista era mais que pintor, ele tinha interesse em múltiplas áreas e preencheu mais de 13 mil páginas com registros e descobertas sobre pintura, ciência, arquitetura, engenharia, anatomia e outros assuntos.

Os manuscritos preenchidos por Leonardo da Vinci para registrar seus estudos, descobertas e experimentações passaram por centenas de mãos ao longo dos últimos 500 anos e hoje, reagrupados de uma maneira diferente do original, compõe os chamados códices (plural de códex, ‘manuscrito’ em latim).

Entenderam o título agora?!

continuando…

A imagem a seguir mostra as imagens de referência que obtive através da observação de alguns desenhos de Da Vinci. Atenção: tem muito trabalho do artista disponibilizado por museus europeus (online) porém é preciso pedir autorização e pagar taxas se quiser utilizar alguma imagem.

Imagens de referência

..

A partir deste painel eu desenvolvi alguns estudos de formas e volumes:

Experimentações

..

Sabendo quais as possibilidades de construção, eis a coleção que desenvolvi:

Codex aponta: uma celção que experimenta (Croquis - parte 2)

Codex aponta: uma coleção que experimenta (croquis – parte 1)

Codex aponta: uma celção que experimenta (Croquis - parte 1)

Codex aponta: uma coleção que experimenta (croquis – parte 2)

..

Relaxem, eu não precisei confeccionar todos os looks. Apresentei três! Vejam só:

PRIMEIRO LOOK

SEGUNDO LOOK

TERCEIRO LOOK

..

Quer ver mais fotos do editorial?! Veja o seguinte vídeo:

..

Quer entender o processo de montagem das peças?! Veja as fichas técnicas neste outro vídeo:

..

Achou estranho, maluco, blá, blá, blá?! Gente, o mercado está cheio de roupa básica, sem inovação em formas e volumes, vamos abrir a cabeça! Por que motivo eu faria uma coleção ‘sem graça’?! Pra mostrar uma saia reta, tradicional.. igual a que aparece em milhares de lojas e que você mal vira a esquina e já esquece?!  Não dá! O intuito era explorar a modelagem e a moulage!

..

Uma informação muito importante: eu utilizei retalhos de tecidos para a confecção dos três looks. Isso mesmo, retalhos. Eu não gastei nem R$50,00 comprando tecido para produzir as peças, cacei alguns retalhos em casa e comprei outros em lojas. Sim, ficou super barato!

..

Bem, espero que tenham gostado das informações do post.

Qualquer dúvida sobre o trabalho é só entrar em contato. Até mais!

 

 

 

Manequim de moulage em meia escala

Oi pessoal, eu estava ausente por alguns motivos mas agora pretendo postagens com mais frequência! Bem, para retomar as atividades eu resolvi compartilhar com vocês o passo-a-passo de como fazer um manequim de moulage (ou busto de costura) em meia escala.

Eu pesquisei os preços de alguns manequins em meia escala, não fiquei muito feliz com os valores e resolvi fazer um em casa. Para conseguir os moldes no tamanho certinho eu fotografei os moldes que obtive depois de forrar todo meu manequim (tam. 38) com tecido, usando a técnica de moulage. Depois eu vetorizei os moldes no CorelDRAW e reduzi pela metade os tamanhos. Deu um pouco de trabalho pra mim, mas quem quiser os moldes já prontos é só dar uma olhada nas informações no final do post.

manequim-meia-escala

Manequim em meia escala

Vamos lá! Depois do molde impresso (informações no final da postagem) é preciso acrescentar margem de costura de acordo com a sua necessidade e fazer a marcação dos piques de encontro. A imagem abaixo mostra a minha folha impressa e depois mostra os moldes colados na cartolina (onde acrescentei as margens de costura).

manequim-meia-escala-parte1 (1280x572)

impressão dos moldes – margem de costura – piques de encontro

A seguir você utilizará os moldes para cortar o tecido e o feltro, fique atento para a quantidade de vezes que é preciso cortar cada uma das partes (ver informações no molde). É interessante alinhavar as partes do corpo do manequim antes de ir para a máquina de costura para que os piques não se desencontrem no caminho e também para o feltro e o tecido ‘assentarem’ melhor.

manequim-meia-escala-parte2 (1280x572)

posicionamento dos moldes – detalhe de alinhavo

Para o acabamento das cavas e do topo do pescoço você precisará de papelão (ou outro papel mais firme). Atenção: para cortar o papelão destes detalhes não é preciso margem de costura. Para obter o molde do círculo do pescoço basta medir largura da base do pescoço e fazer como a imagem abaixo informa.

manequim-meia-escala-parte3 (1280x430)

detalhe para cavas – detalhe do pescoço – detalhes de costura

A base e o topo do pescoço devem ser costurados a mão, assim como as ‘tampinhas’ da cava. Atenção: a imagem acima mostra como deve ser costurado tecido/feltro e papelão, como se fosse um fuxico. Para garantir que o papelão não saia do lugar você pode passar cola quente depois de costurar no manequim. Utilize alfinetes para posicionar estas partes, alinhave/costure com muita paciência e cuidado estes detalhes.

Depois de pronto, o avesso do manequim vai ficar como mostra a imagem abaixo, mas por fora o tecido esconderá os ‘remendos’. Bem, continuando.. para fazer a base do manequim você vai precisar fazer uma molde oval, com a mesma circunferência da base do seu manequim. Para isso: acomode seu manequim sobre a mesa e veja qual é a circunferência total da base dele(imagem abaixo). Com o molde pronto, corte 1x no papelão, 1x no tecido e 1x no feltro, e faça o acabamento do mesmo modo que o pescoço e a cava. Lembre que para cortar o papelão não é preciso margem de costura!

manequim-meia-escala-parte4 (1280x572)

detalhes do pescoço – interior do manequim – demonstração de medidas

Para dar sustentação (e seu manequim não achatar) enrole uma revista e cole o ‘tubo’ formado com fita crepe. Veja se o tamanho está adequado para o manequim posicionando o tubo no pescoço, por dentro, e verifique se está comprido ou curto demais. Lembre-se que é preciso deixar espaço para a margem de costura, para dar acabamento na base do manequim. Depois de acertar o comprimento do tubo, fixe-o com cola quente na parte interna do topo do pescoço, desvire o manequim e preencha de espuma. Veja na imagem abaixo os detalhes desses processos. Atenção: coloque espuma no interior do tubo de sustentação também!

manequim-meia-escala-parte5 (1280x572)

tubo de sustentação – detalhe do enchimento

As imagens abaixo mostram alguns detalhes do processo de montagem para acabamento da base do manequim. Eu preparei a base oval (como informado anteriormente), franzi levemente a ‘barra’ do manequim com alinhavo, fixei com alfinete a base no manequim e costurei a mão em volta de toda a base.

manequim-meia-escala-parte6 (1280x572)

detalhes para o acabamento da base do manequim

Ai está o primeiro manequim em meia escala que confeccionei. Eu optei por alinhavar algumas marcações com fita de cetim nele mas você pode caprichar na estampa e abrir mão deste detalhe.

manequim-meia-escala-parte7 (1280x572)

manequim em meia escala finalizado

Na imagem a seguir eu mostro como ficou o 2º busto de costura (busto de moulage) em meia escala que confeccionei. Eu mandei um marceneiro fazer a base e fixei com alinhavo e alfinetes meu manequim nele. O que acharam?!

manequim-meia-escala-parte8 (1280x572)

detalhes para acabamento com pedestal

Se você quiser receber o molde para impressão deste manequim em meia escala:

Deixe um comentário nesta postagem informando porque vc quer uma manequim em meia escala e envie um e-mail para [email protected]davestida.com.br, indicando o assunto do e-mail: ‘MOLDE PARA MANEQUIM EM MEIA ESCALA’.

Atenção: será verificado a presença do comentário na postagem para então o molde ser enviado.

Moulage – Casaco “2 triângulos”

Boa tarde =)

O post de hoje é para mostrar o último trabalho que confeccionei. Esse “casaco-colete” foi construído com dois triângulo e sua forma foi obtida por meio da técnica de moulage.

Casaco "2 triângulos"

Casaco “2 triângulos”

A seguir estão os registros desta peça, salvos em meu novo caderno de registros criativos 😉

Registro - parte 2

Registro – parte 2

Registro - parte 1

Registro – parte 1

A imagem abaixo é do molde planificado:

Casaco "2 triângulos" - molde planificado

Casaco “2 triângulos” – molde planificado

A ficha técnica desta peça logo estará disponível neste link.